Alenculta, João Mário e pintura com vinho

Alenculta, João Mário e pintura com vinho

27/05/2016 0 Por hernanifigueiredo

Alenculta, João Mário e pintura com vinho

A convite da Alenculta, Massimo Esposito visitou o Museu João Mário em Alenquer


Dia 21 de Maio de 2016, a associação cultural de Alenquer, ALENCULTA, organizou um dia artístico muito agradável.
Logo de manhã, o grupo participante, de quem eu fazia parte, encontrou-se perto do Museu João Mário e tivemos direito a visita guiada pelo Dr. Herculano que com simpatia e profissionalismo nos fez conhecer este belo pintor realista. A casa Museu encontra-se no centro de Alenquer e logo convida o visitante a apreciar as esculturas no jardim e à volta da piscina. Quando se entra já se respira arte em todo o lado. Centenas de quadros espreitam das paredes e todos são identificados e catalogados, assim podemos ver as obras do Mestre João Mário e apreciar as dos seus amigos e colegas.
Os temas variam entre paisagem, natureza morta e retrato mas todos com cunho de quem sabe desenhar e pintar, de quem ama a pincelada e a junção de cores agradáveis. O Mestre João Mário trabalha sobretudo com espátula, e é mestre disto. Com desenho impecável ele usa a espátula para dar cores contrastantes, límpidas e vivas, que fazem vibrar a tela. Não o conhecia, mas estou muito agradecido por esta possibilidade de poder ver que ainda a arte realista é apreciada e procurada.
Todos do grupo gostaram; não se pode não gostar. Podemos dizer que talvez não é o estilo preferido mas, com certeza, não podemos dizer que o Mestre não sabe o que faz, ou que… o Mestre não sabe desenhar ou pintar. Arte, esta, que fica para sempre. Podem os críticos modernos dizer que é uma arte “velha”; mas gostaria eu de viver alguns séculos e ver o que realmente… os nossos netos e bisnetos gostariam de ver: se riscos e rabiscos com manchas, ou um quadro de Mestre João Mário.
Estou cansado de ver arte “conceitual” que ninguém entende e que não comunica com o visitante. A arte é COMUNICAÇÃO! E nada se entende a ver carros de mão verticais ou garrafas sujas num canto dum museu, mas sente-se amor e alegria a ver os quadros do Museu João Mário; isto com certeza. Mais ainda, para quem critica este tipo de arte, estou a falar dos ditos “artistas conceituais”, antes de criticar mostrem-me, por favor, se conseguem realizar um quadro ou um desenho como estes; e depois estarei aberto a conversar. Sim, porque muita arte (pode ser realista como conceitual) não tem bases para ser chamada de arte mas sim ”tentativas”. Há muito falta de profissionalismo nas artes visuais.
Obrigado ao Hernâni, da Alenculta, e ao João Mário pelo belo dia, e por me terem dado, também, a possibilidade de realizar um workshop de pinturas com vinho no belo Museu do Vinho de Alenquer; e ter visto, e apreciado, belezas naturais e artísticas.
    

     

©Massimo Esposito (2016)

il pittore italiano

 
 
 

  Olá, muito obrigado por visitar este espaço.

Espero que a sua leitura tenha sido do seu agrado.

Se for o caso de nos deixar agora, desejamos que volte muito em breve.

Até lá… e não demore muito.