Alenquer vai receber lixo de três concelhos

Alenquer vai receber lixo de três concelhos

01/01/2000 0 Por hernani

Vila Verde dos Francos

Alenquer vai receber lixo de três concelhos

O aterro sanitário está projectado para dez anos e receber diariamente 500/1000 toneladas de resíduos

Aterro SanitárioUma lixeira gigante que poderá vir a ser instalada na zona de Vila Verde. dos Francos – na Quinta de São Francisco – para receber o lixo dos concelhos de Alenquer, Cadaval e Torres Vedras, o que já originou muitos protestos de diversos movimentos ambientalistas. Inclusive, nos passados dias 4 e 5 de Dezembro, no Outeiro da Cabeça, houve um encontro de Movimentos de todo o país, para troca de informações e experiências, onde foi focado que em Sermonde, V. N. Gaia, um projecto idêntico foi estudado para dez anos e ao fim de dois anos já tinha esgotado a sua capacidade de acolhimento de lixo. Apesar de, na altura, ter tido o consentimento da população, isso não impede que agora todos protestem veementemente.
Jornal D’Alenquer perante esta situação foi ao encontro das diversas entidades envolvidas no processo: população, autarcas e movimentos ambientalistas.
A Alambi manifestou-se por um comunicado que nos enviou, assinado pelo seu dirigente Francisco Henriques, em que afirma que “a solução não resolve o problema” e preconiza para o caso “a criação de um sistema integrado de gestão de resíduos” e que “as Câmaras Municipais devem implementar um sistema de recolha selectiva de lixo”. Também afirma que “o processo em desenvolvimento deverá incluir uma central de compostagem de resíduos orgânicos”. “O processo de escolha do local em que se pretende construir este aterro, constitui um atropelo às normas técnicas e mesmo às normas do mais elementar bom senso”. Mais adiante afirmam que a Lagoa de Óbidos “ficará em situação de risco, em caso de rotura nas telas e de fuga de lixiviados”.
Por telefone, Humberto Germano, do Movimento Pró-Informação Oeste, disse-nos que já tinha sido entregue no Tribunal do Cadaval uma providência cautelar para tentar travar a construção do aterro e questionado para dizer o que preconiza para a resolução do problema dos resíduos, respondeu que a situação menos gravosa para o ambiente será realmente o aterro sanitário, mas bem estudado e projectado, o que não acontece neste caso, pois como está delineado começará como aterro sanitário e a muito curto prazo transformar-se-á numa simples lixeira a céu aberto, com os problemas para a população que uma situação destas originará.
Álvaro Pedro, Presidente da Câmara de Alenquer e da Associação de Municípios do Oeste, disse ao Jornal D’Alenquer que o grande erro foi a falta da consulta popular e o não se ter explicado as coisas como deve ser. No entanto disse, que chegou a levar quem quis em autocarro da Câmara de Alenquer, à Marinha Grande, para verem um aterro igual ao projectado para a Quinta de São Francisco.
Questionado para quando o início das obras, respondeu “assim que chegar o parecer da Universidade Católica avançamos de imediato para a solução melhor indicada”.
Sobre a providência cautelar entregue no Tribunal do Cadaval está à espera que o Gabinete Jurídico da Resioeste estude o problema e conteste os argumentos apresentados.
A terminar denunciou a intenção da Associação de Municípios do Oeste ir a tribunal responsabilizar as pessoas que acusam de haver “negócios escuros”.

INQUÉRITOS:
1 – O que acha sobre a vinda do aterro sanitário?
2 – Se foi feito alguma consulta popular?

Aterro Sanitário-Ana FonsecaAna Fonseca
Para mim coisa boa não é. Pois vem lixo de tanto lado aqui para a nossa zona, por isso penso que não irá favorecer a população.
Aqui não foi feito nada, andaram aí umas pessoas a perguntar mas pertenciam ao Vilar que estão em desacordo.

 

Aterro Sanitário-José AreosaJosé Areosa
Acho que cada concelho deveria de tratar do seu lixo e para aqui vem o lixo de três concelhos.
Apareceram umas senhoras com uns papeis para assinar, mas pertenciam ao Vilar, a nível do nosso concelho não fizeram nada.

 

Aterro Sanitário-Adelino GervásioAdelino Gervásio
Acho que deveria de ser só para o lixo do concelho de Alenquer, não receber o lixo feito por outras pessoas. Penso que não tenha existido nada a nível de informação.

 

 

Aterro Sanitário-Maria Teresa DuarteMaria Teresa Duarte
Acho que se deveria de estudar outra localização para isso, porque penso que irá poluir os afluentes
Irá ficar numa zona situada muito perto das pessoas, o que irá originar a presença de maus cheiros e as pessoas gostam de respirar ar puro. Haverá uma grande acumulação de lixo.

 

Aterro Sanitário-Paulo JorgePaulo Jorge
Não acho justo sermos nós aqui a levarmos com tanto lixo, se ainda fosse só o nosso agora o de três Concelhos, numa altura em que cada vez se fala mais nos problemas ambientais, parece que este assunto não tem qualquer importância nessa matéria. Qualquer dia quando sair da porta de casa, estou logo a respirar o cheiro daquela grande lixeira. Não até agora não tive conhecimento de nenhum inquérito feito à população.

Aterro Sanitário-Luis FreireLuis Freire
Penso que não irá trazer qualquer tipo de problemas, para a população desta zona, além do mais terá que haver normas de segurança por parte dos responsáveis do aterro, se for para melhorar e acabar com certas lixeiras, pois tudo bem que venha.

 

Hernâni de Lemos Figueiredo
©Hernâni de Lemos Figueiredo (2000)

Director do Jornal D’Alenquer

in Jornal D’Alenquer, 1 de Janeiro de 2000, p. 5

João Carvalho (Inquéritos)

  Olá, muito obrigado por visitar este espaço.

Espero que a sua leitura tenha sido do seu agrado.

Se for o caso de nos deixar agora, desejamos que volte muito em breve.

Até lá… e não demore muito.